• Claudina Granzotto

Como se livrar da Raiva.

Atualizado: 11 de Jul de 2020

Sim! A raiva ocupa uma boa parte do nosso tempo, pensamentos e sentimentos no

processo de separação.

Nós acreditamos que a raiva pode afetar a outra pessoa, mas a verdade

é que, a única pessoa a ser afetada com isso é você mesmo.


Da próxima vez que você se sentir raiva, pergunte-se quem a minha raiva está ferindo realmente? Qual o propósito da minha raiva? E a quem ela serve? Qual benefício ela está me trazendo neste momento?



A raiva ocupa uma boa parte do nosso tempo, pensamentos e sentimentos no

processo de separação. E ela pode consumir aos poucos, e transformar a sua vida e a vida das pessoas ao seu redor num ambiente hostil, amargo e rancoroso.

Sem falar nos efeitos colaterais que a raiva desencadeia, no nosso sistema fisiológico ao longo do tempo.

Stress, aumento de pressão sanguínea, dores de cabeça, problemas gastrointestinais e problemas cardíacos, são só alguns dos problemas que você pode ter, se não aprender a controlar esse sentimento.

Nós acreditamos que a raiva pode afetar a outra pessoa, mas a verdade

é que, a única pessoa ser afetada com isso é você mesmo.

Eu lembro de alguns momentos que vivi durante a minha separação e que me fizeram sentir muita raiva do meu ex-marido, mas só hoje me dei conta do quanto a raiva e o ressentimento me levaram a fazer escolhas totalmente equivocadas que acabaram por dificultar e tornar ainda mais difícil o processo de separação.

Em um desses momentos de raiva que fugiram do meu controle, eu peguei quase

todas as fotos do casamento e rasguei, inclusive as que tinham meu filho junto e hoje essas fotos simplesmente não existem mais.

Só que elas não faziam só parte da minha

história, elas também eram parte da história das minhas filhas e naquele momento completamente fora de controle, tomada pela raiva, eu

não consegui pensar nisso e deixei minhas filhas com pouquíssimas lembranças delas

com o pai.

Hoje eu tenho muita vergonha de falar isso e eu já me desculpei várias vezes com elas, mas essa história me ensinou muito, inclusive o quanto tomamos atitudes irresponsáveis quando deixamos a raiva tomar conta, e perdemos o controle das nossas emoções.

Me livrar dessa raiva, acabou por facilitar muito o relacionamento com o ex-marido e que foi

completamente decisivo para que a gente pudesse estabelecer uma relação saudável

após o divórcio.

Mas o mais importante é me livrar dessa raiva, desse ressentimento, me fez sentir livre

emocionalmente de toda essa história da separação.

Deixar ir a mágoa e o ressentimento, não quer dizer que você aceita, concorda ou aprova o

comportamento ou atitude do outro.

Significa que você se recusa em se

ancorar em emoções negativas que não

fazem nada além de corroer você por

dentro como um veneno letal que vai te

matando aos poucos.

Significa apenas que você escolhe focar no positivo, no que você tem de bom, em dormir melhor, aparentar melhor, ser saudável fisicamente, emocionalmente e se sentir em paz com você mesmo.

E a pessoa que sai ganhando com isso é você. Quando você fica agarrado as mágoas essa

história não se permite curar de vez o coração e isso poderá afetar você nos

seus próximos relacionamentos.

Da próxima vez que você se sentir raiva, pergunte-se quem a minha raiva está ferindo realmente? Qual o propósito da minha raiva? E a quem ela serve? Qual benefício ela está me trazendo neste momento? O quanto ela está afetando as pessoas que eu amo? O quanto sentir raiva neste momento está ajudando a resolver o problema? Oque eu posso fazer neste momento para me livrar desse sentimento de raiva? Encontrar o seu caminho de se libertar da

sua raiva, das suas mágoas, dos seus rancores, pode ser respirando, pode ser ainda uma caminhada ou correndo até você suar muito, pode ser até uma academia espancando um saco de boxe.

Esta maneira funciona muito bem, ou pode ser através da meditação, pode ser fazendo perguntas a si mesma e tomando consciência do porque você está fora do seu controle.

Enfim, o que importa aqui é, quanto você está disposta a se livrar dessas emoções negativas para seguir a sua vida em paz. Ter o controle das suas emoções, vai te ajudar muito nesse processo.

Se você conhece alguém que está passando por um

processo muito doloroso de separação, e se esse conteúdo te ajudou, você pode ajudar

mais alguém de alguma maneira compartilhando esse artigo


Psicanalista Claudina Granzotto

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 por Claudina Granzotto.

Feito no Brasil com amor e carinho.

                          

  • Amazon ícone social
  • Instagram
  • Facebook ícone social
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now